Se dirigir, não se conecte

Segunda passada teria sido um dia normal se eu não estivesse distraído lendo meu BlackBerry (e, neste caso, também estaria se fosse um iPhone ou similar) enquanto dirigia. A distração rendeu uma bela pancada na traseira de uma caminhonete. Por sorte, apenas um arranhão ficou de presente no carro do sujeito e minha placa ficou deveras retorcida, à la biscoito da sorte chinês, além do …