Blogar vs. microblogar

In Internet e mídia by Bruno Parodi1 Comment

Compartilhe:

Blogar vs. microblogarFazia mais de 4 anos que eu não tentava manter uma periodicidade não muito espaçada de posts. Ok, sejamos francos, eu nunca bloguei decentemente — nem mesmo no saudosíssimo Mahatma Fu (2002-2004) –, mas isso não vem muito ao caso.

Fato é que atualmente venho tentando, a duras penas, atualizar isto aqui. E, pasme, caro leitor, mas quando se tem uma propensão à preguiça de escrever longos textos (sempre fui assim, mesmo quando editei algumas revistas), aliada à tal “doença” da superatividade e ao recente hábito de microblogar fica complicado fazer um post não tão curto. Apesar das primeiras razões aqui apontadas, acuso principalmente o Twitter por esta quase aversão a mais de 140 caracteres.

Dei uma pesquisada e meu primeiro post no Twitter tem data de 29 de agosto do ano que passou. É, não são nem 6 meses de microblog e ele pareceu ter caído como uma luva para aqueles que não se davam bem com posts convencionais não só pela questão dos textos mais enxutos como pela facilidade de publicá-los, seja via IM, mobile ou seja lá o que for.

De lá para cá foram 339 updates (ou microposts, quem sabe) meus no Twitter. Vamos colocar aí uma média de 100 caracteres por posts, o que dá um total 33.900 caracteres nesse tempo. Sabe quando eu iria publicar posts convencionais que totalizasse esse número aqui neste blog em que você se encontra agora? É, nunca mesmo.

Estive na última Web 2.0 Summit em San Francisco e pude assistir a palestra (micro palestra, alías) do Jack Dorsey, CEO do Twitter. A tônica da apresentação não poderia ser outra: simplicidade. E esta simplificação vai da interface do site à própria natureza do serviço. Enfim, tudo alinhado.

Naturalmente, o surgimento da arte do microblogging tem seus conflitos com o ato de blogar. Uma delas, talvez até o momento a mais evidente, é a canibalização entre os dois, uma vez que acabam concorrendo entre si, se não bem administrados. Mas isto pode ser assunto para um futuro post (de um blog, provavelmente)… 


Compartilhe:

Comments

  1. Bruno, existe uma grande diferença entre blogar e microblogar. No twitter as pessoas costumam fazer posts rápidos seja do que esteja pensando / acontecendo agora, seja de um site interessante, seja de uma dúvida…
    Já no blog as pessoas podem dar mais detalhes sobre esses mesmos temas.
    Quer um exemplo? Digamos que um site famoso inaugurou uma nova rede social.
    Você pode escrever no seu twitter: Site tal agora é uma rede social! Conheçam as novidades aqui: http://tinyurl.com/piowhvcuiwevcobgaa
    Ou então você pode fazer um post completo no seu blog com imagens, features do site, quem os criou… O mais bacana é que a url não ficaria camuflada 😉

    Você disse de administração de blog com microblog. Uma forma excelente de faze-la é usar o blog como o veículo principal e deixar o microblog como uma extensão para assuntos mais rápidos mas não menos importantes.

    Não se preocupe, tenho o mesmo problema que você tem de não conseguir fazer posts grandes e rotineiros no blog, mas o microblog atualizo sempre. Temos mais uma coisa em comum: a falta de tempo. hahaha

    abração Parodi!

Leave a Comment