Katilce Miranda, a gata do Bono

In Cotidiano e ficção by Bruno Parodi5 Comments

Compartilhe:

Katilce nele!

Ontem fiz o mesmo que uma cacetada de gente. Liguei a TV de noite e fiquei vendo o show do U2. Não sou nenhum fã doente pela banda, mas achei tudo demais. Espetacular mesmo. Deixa qualquer showzinho desses aí no chinelo. Admito, até, que queria estar lá, assim como no caso dos Stones.

Sim, o Bono suava horrores. Sim, ele estava fora de si. Sim, ele tirou a Katilce pra dançar. Cheia de ginga e com vontade de quero mais, ela foi lá, se insinuou, entrou na lábia do gringo, beijou na boca e coisa e tal. E eu lá assistindo, tentando entender que diabos estava acontecendo. O que foi aquilo?

Hoje cedo recebi um link de um amigo. Era o perfil de Katilce Miranda no Orkut. Fascinante… Ela já estava com mais de 50mil scraps! A cada reload apareciam mais 30, 40. Saí para almoçar e quando voltei era 91mil. Agora está quase em 400! Katilce, gente, que popularidade!

Aliás, não tenho dúvidas que o nome Katilce vai virar uma espécie de palavrão. Algo usado para exprimir espanto, felicidade, surpresa. Imaginem: “Katilce, cara, tu não sabe o que aconteceu…” ou então “Katilce, que golaço!” ou, ainda, um trocadilho infâme: “Katilce ou não disse?” E, como bem colocou meu nobre amigo Pelife Alves, o Mussum diria “Katilcis!”

É, presenciamos a criação de mais uma personalidade peculiar do cotidiano da mídia. E isso não é uma crítica negativa. Afinal, foi bem divertido.


Compartilhe:

Comments

  1. Pingback: Ângulo Parodi » E Katilce continua…

Leave a Comment