O que há entre Adriano, Maguila e Lulu do Valle

In Esportes by Bruno ParodiLeave a Comment

Compartilhe:

Assim como nas peladas que os craques promovem todo o final de ano, ontem eu tive a minha. Houve um belo campeonato de Winning Eleven, jogo-mor do PlayStation2 sobre o esporte bretão, na casa do Grini e do Magalha, estreando a tão esperada TV 51 polegadas. Doze energúmenos participaram. Lá pelas tantas, dada a minha performance patética pelo tempo longe do vídeogame (bela desculpa…), começamos a papear. Logo falou-se no desmaio do Adriano, atacante brasileiro da Inter de Milão.

O bicho chocou-se com o zagueiro do time adversário e chapou desacordado no chão. Na queda, rolou aquele braço meio contorcido, moda lançada pelo Maguila na luta com o Holyfield, em 89. E, claro, com o link, logo estávamos lembrando do embate do esforçado brasileiro com o norte-americano criado in vitro.

Adilson “Maguila” Rodrigues é sergipano e já passou dos 40 anos. Tem só 20 irmãos e muitos méritos pelo que fez. Claro que foi legal ver um brasileiro lá em cima, mas as lutas que o Luciano do Valle dos Dinossauros, na época apresentador da Band e empresário do próprio Maguila, eram uma tristeza única – e a Band passava tudo. Tinha sempre um argentino barrigudo, um chileno com caspa ou um boliviano asmático para enfrentar. E a narração que o gordinho usava nas transmissões eram formidáveis. Ele urrava como se ali estive o Pelé do boxe.

Quando, para surpresa mundial, surge a prova irrefutável de que aquela brincadeira estava indo deveras longe. Afinal, havia sido agendada uma luta entre Evander Holyfield e Maguila. Cacilda… Juro que tive ansiedade e medo de acompanhá-la. Sentia como se eu é que fosse entrar no ringue. Estava escrito: ia dar merda. Óbvio que ia dar. E, o pior: iria passar para o Brasil todo como sendo uma final de Copa.

Admito que Maguila esteve bem no primeiro round. Deus sabe o motivo, mas esteve. Mas, naturalmente, a vaca foi pro brejo logo na metade do segundo. Holyfield o pôs para beijar e babar na lona. A pancada tinha sido tão forte que fez nosso herói para tremelicar e ficar com o braço torto, sugerindo um dano dramático. Uma hora depois ele nem lembrava que tinha acabado de lutar. Puta que o pariu… E, quem diria, se passasse pelo gringo iria enfrentar o Tyson…

Maguila largou o esporte em 2000. Teve 85 lutas, vencendo 77 (61 nocautes), empatou uma e perdendo 7. Depois, lançou livro biográfico, fez comerciais, comentou sobre economia do Aqui e Agora, no SBT, e mais recentemente participava do programa do Tom Cavalcante. A última notícia dele foi a de que tinha dado uma lapada na cara de um moleque que queria bater uma foto com ele nos estúdios da Record – leia a notícia aqui. Corre a lenda de um menino tem parentesco com Luciano do Valle.


Compartilhe:

Leave a Comment